UM OLHAR CONTEMPLATIVO

UM OLHAR CONTEMPLATIVO…

 

Olhando para a realidade atual, constatamos que as marcas na área política, econômica e socioambiental são de muita destruição. A sensação é que estamos caminhando para o caos. Diante desse quadro, vem a indagação: como reagir, para não afundar  no vale da desolação?

 

Buscando inspiração em Francisco de Assis

Notamos que a realidade vivida por Francisco, no seu tempo, também era carregada de contradições. Mesmo assim, Francisco olhava de maneira positiva sobre a mesma; não se deixava levar pelo pessimismo e desesperança. De que forma chega a este novo olhar?

 

Na sua fase juvenil, Francisco encarava a realidade e sonhava transformá-la, seguindo o caminho da guerra. Mas, ao sentir-se tocado por Deus, ocorre uma mudança de olhar. Começa a contemplar a realidade com os olhos de Deus. Percebe-O encarnado nela. Identifica-O, sobretudo, no corpo do pobre sofredor. Assim, passa a olhar a realidade como espaço de oportunidade para fazer experiência profunda de Deus. Esta realidade, que mesmo com todas as suas contradições, apresenta possibilidade real de abraçar o Deus encarnado, pobre, humilde e crucificado. O cultivo desta dimensão profética fez com que Francisco acolhesse e contemplasse a realidade com muita poesia.

 

Nesta perspectiva, também nós somos provocados a uma mudança de olhar sobre a realidade do nosso tempo. Através do olhar contemplativo, somos interpelados a ver a realidade como oportunidade para aprofundar a nossa experiência de fé no Deus encarnado. Oxalá, possamos assim, neste dinamismo, fortalecer nossa resistência às ondas contrárias. Enfrentar as adversidades com muita ternura e vigor. Por fim, reavivar nossa esperança na salvação do mundo e ‘cantar a Beleza da Vida’.

Frei Blasio Kummer

 

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>